Base do Baú – Afro-Sambas (1966)

5 Mar
Macumbá Groove

Macumba Groove

Baden Powell e Vinicius de Moraes em 1966 eram dois garotos experimentando tudo e todas. A fumaça do candomblé influenciou bem a estrutura desse disco. A influência da religião era tamanha que mais tarde Baden renegaria algumas faixas. .

Isso está muito bem explicado aqui na coluna Mofo do site Beatrix.

Quando se ouve “Afro-Sambas“, uma coisa é certa, aquele disco é uma verdadeira caixa de sons e batidas africanas que mais tarde atravessaria o mundo. Com a benção de Iemanjá.

O Jurassic 5 fez sua versão do “Canto de Osanha” no disco “Feedback“, só para constar, o DJ Numark ia na Disco 7 e ficava no cantinho ouvindo tudo que jogavam na mão dele. No seu case voltaram uns cinco discos de Baden aproximadamente…

Viva “Afro-Samba“.

Anúncios

Uma resposta to “Base do Baú – Afro-Sambas (1966)”

  1. Ralf Rickli 04/05/2011 às 23:25 #

    Muito legal, só que a expressão “garoto” para Vinicius na época fica meio forçada… dá uma olhada na idade e em tudo o que ele já tinha feito!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: