Revista da Hora

16 Jul

VelhaGuarda_groove

Disco reconta a história da Velha-Guarda da Portela

 Em 1969, Paulinho da Viola resolveu reunira Velha Guarda da Portela e levá-la a um estúdio para eternizar o registro de uma geração que fundou uma das mais famosas escolas de samba do país. Assim surgiu o disco “Portela Passado de Glória”, que a gravadora Biscoito Fino acaba de relançar. Faz, assim, um enorme favor à história do samba, que nesta obra encontra a essência que vem do morro.

O álbum não é apenas o primeiro registro desses verdadeiros diplomatas do samba. Quando foi lançado, o mercado fonográfico ainda não sabia do poder que tinha em mãos. O trabalho foi gravado em menos de uma semana, em um estúdio de quatro canais. Hoje qualquer estúdio caseiro tem o triplo de canais.

A velha-guarda da escola azul e branca era composta por nomes que se perderam na história da música brasileira. Reuniu artistas como Aniceto da Portela, Ventura, Rufino e Jair Costa (mais conhecido como Jair do Cavaquinho), que só chegaram a ser reconhecidos posteriormente, graças ao esforço de gente como Paulinho da Viola, Beth Carvalho, Gilberto Gil e Marisa Monte.

Se é possível, o relançamento ganha mais valor quando se ouve “Quantas Lágrimas”, de Manaceia. Uma obra de arte da simplicidade, sem falar na sonoridade (sem o auxílio de nenhum recurso tecnológico). Ao todo, são 14 faixas que comprovam o porquê da velha-guarda portelense ser tão respeitada.

(Minha coluna semanal sobre musica da Revista da Hora, essa é do dia 28/06/2009)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: