Base do Baú – “Cheiro Verde” (1977)

4 Ago

Danilo Candido Tostes Caymmi

Danilo Candido Tostes Caymmi

Danilo Caymmi foi o assunto da semana para a Revista da Hora, e bateu a saudade de fazer um Base do Baú, então…

Como deve ser filho de Dorival Caymmi? Nem imagino, sou filho do grande Manoel Lopes de Carvalho. Agora, como deve ser filho de alguém que escreveu “A Vizinha do Lado”? Bem, Danilo Caymmi sabe perfeitamente o que é ser. Porém, seu mérito não está no sobrenome, está no fato de ser quem é.

Ele tem no maestro maior Tom Jobim sua principal influência, tem no sangue toda linhagem Caymmi. Danilo poderia muito bem seguir o caminho natural das coisas, mas foi resolveu buscar sua sonoridade nas Minas Gerais. Deixando o Rio e a Bahia para quem narrou com perfeição, no caso Jobim e Dorival. O resultado dessa busca fica claro em seu disco “Cheiro Verde”.

Jazz com forte sotaque mineiro – principalmente nas cordas. Canções como “Lua do Meio-Dia” tem até a participação de Milton Nascimento, é o reflexo de sua maior influência nesse período, todo o pessoal do Clube da Esquina. “Aperta Outro” é o retrato exato de como essa segunda geração via a construção de suas obras. Eles estavam fazendo a MPB no exato formato que é feito hoje. Exatamente 30 anos depois. Ainda bem que alguém bebeu a mesma garrafa de ‘uísque’ com Tom Jobim.

Em “Racha Cartola” ele convida um tal de “Nelson” pra chegar na mesa. Em 77 o pop brasileiro era a Bossa Nova.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: